Desenvolvimento de liderança: veja um guia completo sobre o assunto

17 minutos para ler

Para que uma organização se desenvolva, existe algo que é praticamente regra: contar com pessoas capacitadas. Características como essa contribuem para o desenvolvimento de liderança. A partir disso, é possível engajar a equipe, alavancar os resultados, fortalecer a cultura da empresa, entre outros benefícios.

Há quem acredite que os líderes têm um dom natural para a liderança, no entanto, quando se trata dos rumos da empresa, não se pode confiar no senso comum. A liderança deve ser desenvolvida, já que a responsabilidade por trás dela é tão grande.

Um líder precisa ter habilidades para identificar qual é o momento certo para agir, como se adaptar a novos desafios e a melhor maneira de ajudar a equipe a se desenvolver.

Então, se com grandes poderes vêm grandes responsabilidades, é preciso ter atenção a essa questão. Sendo assim, que tal continuar a leitura e descobrir mais sobre como funciona o desenvolvimento da liderança?

O que é ser líder?

Imagine a função de um técnico de futebol. Antes que o jogo seja iniciado, é preciso que as primeiras estratégias sejam traçadas — não se pode contar com a sorte. 

Depois que o jogo começa, o técnico analisa os movimentos realizados pelo time, o papel de cada um dos jogadores na partida e as posições mais adequadas. O correto estudo do jogo durante a partida leva o time à vitória.

O papel do líder em uma empresa funciona da mesma forma. Ele deve analisar o capital humano presente em sua equipe e realizar as intervenções necessárias para chegar ao propósito final. 

No entanto, devemos ressaltar que ele também contará com a ajuda de outros profissionais, de forma a unir forças e talentos em prol de um objetivo em comum.

Assim como no futebol, para liderar uma empresa é preciso conhecer o timing ideal, dominar as regras do jogo, observar o movimento dos envolvidos e sempre tentar se antecipar às jogadas do adversário. Quanto mais passos à frente você estiver, maior será a sua vantagem. 

Dessa forma, para que o desenvolvimento da liderança aconteça, é necessário conhecer as forças, as fraquezas e os valores de cada um dos colaboradores da equipe.   

Quais são as características de um bom líder?

Conforme já mencionamos, algumas pessoas têm características típicas de um líder mais em evidência do que outras. Esse é um dos principais fatores que podem ajudar sua empresa a se sobressair e atingir metas de sucesso. 

Por isso, é preciso observar quais pessoas já têm as qualidades de um líder, de forma a facilitar na seleção. Veja algumas delas nos próximos tópicos.

Administrar o tempo com eficácia

Pense novamente sobre a responsabilidade de um técnico de futebol dentro de campo. Se uma partida dura 90 minutos, as estratégias desenvolvidas para atingir o propósito devem estar de acordo com esse tempo. 

Além disso, caso haja imprevistos — como a contusão de um jogador importante —, o técnico deve montar estratégias que driblem esses obstáculos.

No mundo corporativo, não é diferente. Um líder que consiga dominar as técnicas e ferramentas fundamentais para gerir o tempo com eficácia e organizar as atividades de modo produtivo é uma importante peça em seu time. 

É muito comum que, devido à sobrecarga e ao excesso de tarefas, as pessoas sofram com a falta de tempo. Além de poder ocasionar problemas cardíacos e transtornos de sono e ansiedade, isso pode comprometer o desenvolvimento de suas funções.

Por isso, é preciso aprender a fazer sua agenda para manter a organização, eliminar atividades secundárias que levam à distração, organizar todas as ferramentas necessárias e focar no término das tarefas, pois, como já mencionamos, é comum que ao longo do caminho ocorram contratempos.

Tomar decisões rápidas e flexíveis

A forma como você lida com os desafios mostra a sua capacidade de tomar decisões diante dos diversos cenários do mercado — o qual está em constante transformação. 

Não é possível fugir das mudanças do mundo corporativo. Então, apenas os mais habilidosos conseguem sobreviver a essa jornada. Conseguir se adaptar é fundamental para isso.

Por essa razão, certifique-se do tempo disponível para executar suas demandas e use-o para não se atrapalhar com os imprevistos. Além do mais, lembre-se também de que os bons líderes devem sempre ter tempo para ouvir, ajudar e desenvolver a sua equipe.

Delegar tarefas

Algumas pessoas pensam que executar determinadas tarefas é mais fácil do que explicá-las para alguém. Há também o pensamento de que os membros da equipe não são capazes de realizar alguma operação sem ajuda. Lembra do que falamos sobre um bom líder saber dividir as tarefas e colaborar com a equipe? Pois bem.

Delegar tarefas pode agilizar e garantir a fluidez dos processos. Além do mais, isso estimula o aprendizado e a performance da equipe para evitar que o líder se sobrecarregue. 

Um líder sobrecarregado não consegue exercer suas funções plenamente e compromete a sua produtividade — e, consequentemente, os resultados da empresa. 

Além disso, ao desenvolver a equipe o líder estimula o aumento da competitividade e da performance dos colaboradores.

Delegar tarefas, definir metas e acompanhar os resultados podem não ser atividades fáceis, já que o líder também deve garantir que as demandas sejam cumpridas dentro do prazo e com eficiência. Para isso, conhecer as habilidades do colaborador e orientá-lo de modo a melhorar sua performance é fundamental.

Resolver problemas independentemente de sua complexidade

Você já percebeu que uma das características do líder é conseguir driblar obstáculos e resolver problemas no tempo estipulado, certo?

Outro fator que é necessário saber é que esses problemas precisam ser resolvidos independentemente da sua complexidade. É a partir disso que a produtividade será aumentada e o estresse da equipe diminuído.

É fundamental estar preparado para qualquer tipo de adversidade e encarar os desafios com positividade. Use suas habilidades e seus recursos para administrar uma situação indesejada e reduzir ou eliminar um obstáculo. 

Nesse cenário, manter a positividade é fundamental: além de estar sempre servindo de exemplo aos colaboradores, o líder precisa ter a capacidade de saber priorizar os desafios de acordo com a gravidade, a urgência, as consequências e os benefícios. Fazer isso de cabeça quente e com nervosismo só torna esse processo mais trabalhoso.

Produzir resultados por meio de reuniões eficientes

As reuniões são uma atividade que deve estar presente no dia a dia de boa parte dos profissionais. É a partir delas que são feitas sessões de brainstorming, análises de resultados e definições de implementações de melhorias na empresa. 

As reuniões precisam ser rápidas, produtivas e eficientes. Para isso, a presença de um líder capaz de otimizar uma reunião é fundamental. Afinal, apesar da sua importância, as reuniões também podem ser sinônimo de momentos entediantes e pouco produtivos, caso não sejam bem conduzidas. 

Ou seja, é necessário ter foco, organização e engajamento. Inclusive, segundo pesquisas, há algumas problemáticas recorrentes nesse evento que precisam ser avaliadas. São elas:

  • 96% dos entrevistados afirmaram que fazem o possível para evitar as reuniões;
  • 34% admitiram que não conseguem evitar o sono;
  • 91% afirmaram que costumam devanear nesses momentos.

Comunicar-se corretamente

Caso ainda não tenha ficado claro, liderar é se comunicar. Um líder deve estar em constante contato com o público interno de uma empresa para garantir o bom andamento das demandas. Isso inclui a realização de tarefas dentro do prazo e com qualidade. 

Outra comunicação necessária é com o público externo. É preciso que haja um bom funcionamento com os clientes, fornecedores e sociedade em geral.

Afinal, que tipo de pessoa vai querer ter como líder alguém que não consegue manter uma rede de contatos para inspirar, motivar e passar seu exemplo para os outros? A comunicação é essencial nessa relação. Contudo, ela só é eficiente quando o receptor consegue entender o que o emissor tentou transmitir.

Inclusive, um estudo do PMI mostra que 37,7% dos projetos falham em atingir seu objetivo. Desses projetos mal-sucedidos, aproximadamente 56% não dão certo devido a uma comunicação ineficaz. Como resultado, a cada US$ 1 bilhão investido em projetos, por exemplo, cerca de US$ 75 milhões são perdidos devido a uma má comunicação.

Fornecer feedbacks de forma eficaz

De que vale reclamar do desempenho do seu time, da falta de proatividade, de atrasos na entrega de relatórios ou da falta de qualidade na execução das demandas se os funcionários não sabem responder com precisão o que é esperado deles? 

Outra característica do líder é saber comandar essas pessoas para que o desempenho delas — e consequentemente da empresa — se torne crescente.

Por isso, é fundamental agir com a já mencionada clareza na comunicação, para que o funcionário tenha total noção do que fazer, como, por que e quando. Um bom líder consegue atingir esse objetivo, checa se houve o entendimento completo e ainda valida os recursos necessários para garantir isso. Ou seja, fornece treinamentos e recursos materiais e físicos para garantir o alto nível dos projetos.

Então, após acompanhar as fases do projeto como a execução, a entrega de tarefas e a qualidade do que está sendo executado, você deve fornecer feedbacks construtivos para aumentar ainda mais o sucesso no trabalho, engajar e gerar a sensação de reconhecimento profissional.

Como desenvolver essas características?

Conforme mencionado, algumas pessoas acreditam que a liderança é um dom natural. Porém, no mundo corporativo contar com isso pode ser fatal. É preciso garantir que os líderes desenvolvam as características citadas para aumentar seu potencial, e isso só ocorre se houver esforços. 

Afinal, nem sempre aqueles que têm um perfil de líder conseguem colocar a sua aptidão em prática. Então, preste atenção nas dicas que traremos nos próximos tópicos para ajudar a desenvolver essas características.

Invista em um bom setor de RH

Uma das funções do setor de RH é avaliar os seus funcionários para entender como capacitá-los da melhor forma. Para isso, esse setor deve realizar testes para analisar o potencial dos profissionais e entender quais papéis eles executam em equipe ou individualmente.

Após esse setor entender cada um dos funcionários, ainda existem programas que melhoram a forma como eles reagem sob estresse e outros fatores. A avaliação de desempenho, junto com esses programas, contribui para o desenvolvimento de lideranças.

Desenvolva um programa de coaching

Além de contar com o auxílio de uma equipe de Recursos Humanos, que tal desenvolver um programa de coaching? Isso pode ser positivo para conseguir identificar talentos no mundo corporativo, principalmente os que mais se adaptem aos valores da empresa.

Além disso, um programa de coaching garante a transformação e o aperfeiçoamento do indivíduo ou da equipe. Quando uma empresa investe em uma cultura de desenvolvimento dos profissionais, desenvolver as características de liderança se torna um processo mais fácil.

Ofereça cursos online e presenciais

Já foi citado que o mundo corporativo está em constante mudança e que só sobrevive quem consegue se adaptar a ela. Uma das melhores formas de garantir isso e desenvolver as características de liderança é por meio de estudos. Afinal, para atingir o nível de excelência em seu negócio, é preciso investir em aprimoramentos, e os cursos online e presenciais são uma alternativa.

Eles ajudam a desenvolver atitudes que compõem o perfil de um líder e no desenvolvimento de estratégias traçadas pelo empreendimento. 

Sendo assim, escolha opções que incluam autoconhecimento, disciplina diária, trabalho em equipe, obtenção de resultados, aplicativos de gestão de tempo e dos resultados, liderança de equipe e da execução da estratégia, mobilização e desenvolvimento de pessoas etc.

O que os seus liderados esperam de você?

Normalmente, o líder de uma corporação é o funcionário mais observado. Afinal, sua função é gerenciar os processos e guiar as pessoas. Então, é natural que seus liderados fiquem mais atentos ao seu comportamento.

Ter atenção aos comportamentos

Sendo assim, para desenvolver as características de liderança, é fundamental ter uma maior atenção à forma como você se comporta. Por isso, busque sempre mostrar o seu melhor, ter atitudes positivas, seguir as regras da empresa, não privilegiar ninguém etc. É preciso manter uma constante vigilância de si mesmo para conseguir evoluir.

Ser exemplo para a sua equipe

Quando você passa a prestar mais atenção ao seu comportamento, os liderados começam a se espelhar em você. Por isso, é essencial que você mostre o seu discurso na prática. Então, contagie e motive os colaboradores a ir pelo mesmo caminho que o seu.

Tipos de liderança

Apesar de existirem características praticamente comuns em todos os líderes, há diferentes tipos de liderança. Por exemplo:

  • na liderança autocrática, o líder é o centro das decisões e não permite que os liderados participem em quase nada;
  • o líder democrático caminha na direção oposta e inclui os liderados nas decisões. Ou seja, eles participam ativamente da construção de resultados e soluções;
  • na liderança liberal, há uma total defesa da liberdade da equipe e autonomia para os funcionários escolherem os melhores caminhos;
  • o líder situacional é completamente adaptativo às situações adversas e trabalha de acordo com o nível de maturidade dos profissionais da empresa. Por isso, esse perfil precisa saber se adequar com rapidez, inteligência, estratégia etc.;
  • na liderança coach, o foco não é só o resultado das empresas, mas também o treino e o desenvolvimento da equipe de profissionais de acordo com suas competências, qualidades e gaps.

Como desenvolver lideranças na empresa?

A história dos nossos antepassados mostra que a luta pela sobrevivência sempre existiu e que apenas os mais adaptados resistiram. Sendo assim, para conseguir uma corporação de excelência é preciso aprender a desenvolver lideranças na empresa. Quer saber como? Acompanhe os tópicos a seguir.

Identifique as características de liderança nos funcionários

Para conseguir atingir esse propósito, o primeiro passo é saber identificar determinadas características entre os funcionários da empresa — por exemplo, agilidade para aprender, boa adaptabilidade, capacidade de compreensão e de lidar com desafios diários, saber receber e fornecer feedbacks etc.

Além do mais, um líder deve ter iniciativa, ser comunicador, não ter medo de ser expor, ter senso de justiça e estar sempre preparado para ajudar e disposto a ouvir. Então, é preciso que os gestores fiquem atentos a essas características para conseguir identificar aqueles que estão mais propensos a se tornarem líderes.

Estabeleça estratégias condutoras de potenciais líderes

Após passar pelo processo de identificação, é necessário realizar treinamentos que submetam essas pessoas em programas sistemáticos e permanentes de desenvolvimento de líderes. 

Essas iniciativas devem incluir desde aqueles funcionários cujas funções são receber e executar tarefas até o mais alto nível de liderança. Porém, para que os resultados finais sejam positivos, é preciso adquirir novas formas de gerir — como a metodologia OKR — e liderar, como é o caso do conceito de pipeline de liderança.

Pipeline de liderança

Esse conceito surgiu da ideia de que os modelos tradicionais de liderança precisam ser repensados nas empresas. A teoria foi criada por Ram Charan, que afirma que a liderança deve ser desenvolvida com base no perfil e nas habilidades do profissional. 

É necessário avaliar as potencialidades e a evolução de cada profissional, a fim de planejar sua trajetória de liderança.

Para atingir o objetivo, é preciso passar por 6 transições fundamentais. Veja a seguir cada uma delas:

  • na primeira, é preciso aprender a gerenciar a si mesmo e aos outros. Isso passa pelo planejamento do fluxo de trabalho em equipe, pela delegação de tarefas, pela motivação do time e pela mensuração dos resultados;
  • a segunda transição exige que os profissionais pensem em questões mais estratégicas. Então, é necessário deixar de focar apenas na gestão de equipe e passar a se dedicar a gerenciar os gerentes de outras equipes;
  • a terceira envolve o desenvolvimento de habilidades de comunicação e é preciso um esforço dobrado para entender, inclusive, áreas com as quais não se tem familiaridade;
  • a próxima é possivelmente a mais importante para a empresa. Aqui, os profissionais se tornam responsáveis pelos resultados financeiros da organização. Além do mais, eles passam a ter maior autonomia, a comandar diferentes funções e a liderar mais pessoas;
  • a quinta transição exige um maior desenvolvimento de habilidades de avaliação estratégica. Por isso, o líder deve ter uma visão mais global e saber lidar com maiores complexidades;
  • a sexta transição é a última e foca nos valores da organização. Os líderes que chegaram até aqui devem conduzir o desempenho da empresa e estabelecer caminhos.

Ou seja, não é preciso apenas montar um programa para treinar e aumentar o potencial dos líderes; deve-se também criar uma cultura que inspire as futuras lideranças. Para alcançar esse objetivo, cursos, palestras e reuniões não costumam ser eficazes. Afinal, um bom líder não é definido pelo conhecimento técnico, mas sim por um conjunto de comportamentos e atitudes.  

Qual é a importância do desenvolvimento de líderes?

Uma empresa pode optar por ter um chefe ou um líder. Um termo é o oposto do outro, mas muitas vezes ambos são confundidos. O primeiro costuma focar apenas nos resultados e no lucro, além de tomar decisões de modo autoritário. O que esse tipo de perfil agregaria para a sua empresa?

Agora, reflita sobre o perfil de um líder, que motiva a equipe, mostra a direção e caminha ao lado dela. Com as constantes mudanças no mundo corporativo e o novo tipo de consumidor que surgiu, não é difícil imaginar que um chefe não conseguiria manter uma empresa viva e no lucro por muito tempo.

Afinal, uma das características do novo perfil do consumidor é ser mais consciente. Isso quer dizer que ele exige, além de produtos de qualidade, marcas comprometidas com o bem-estar das pessoas e com a responsabilidade ambiental e que compartilhem os valores da sociedade. 

Então, não é difícil imaginar que chefes não consigam obter muito sucesso no mundo empresarial ao centralizar as decisões e não visar o trabalho em equipe, certo?

Sendo assim, não se pode medir esforços para contribuir para o desenvolvimento de líderes, afinal, são eles quem têm as habilidades para alavancar um negócio. 

Ou seja, o desenvolvimento de lideranças é uma tarefa fundamental para qualquer empresa que almeja crescer ou simplesmente se manter viva no mundo corporativo, o qual passa por constantes transformações. Para isso, conhecer as características dos líderes e saber o que os liderados esperam de você e como treiná-los é fundamental.

Então, gostou do nosso post? Aproveite a visita ao blog e siga-nos nas redes sociais para acompanhar nossas atualizações de conteúdo! Estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn.

Fale com a Rhede SistemasPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-