4 erros cometidos ao escolher o sistema de gestão para sua empresa

3 minutos para ler

 

A busca por serviços e produtos de qualidade cresce a cada dia. Nesse sentido, para ter sucesso no mercado, as empresas devem inovar seus processos constantemente, e uma das ferramentas que têm se tornado peça-chave para a otimização dos trabalhos é o sistema de gestão.

Esse procedimento, como é o caso do ERP (traduzido como “Planejamento dos Recursos da Empresa”), garante diversas vantagens para o negócio. Uma delas é integrar todas as atividades da empresa em um único ambiente, possibilitando melhor gerenciamento e execução dos serviços internos.

Contudo, muitos gestores cometem falhas na implementação, o que afeta a produtividade. Para ajudar você a entender melhor o assunto, listamos os 4 principais erros cometidos ao escolher o sistema de gestão. Continue a leitura e saiba mais!

1. Escolher sistemas muito complexos

Um grave erro é escolher sistemas muito complexos e pouco funcionais, pois isso pode dificultar a operação interna por parte colaboradores da empresa. O software deve ter uma interface intuitiva e deve ser de fácil acesso.

Os funcionários devem saber trabalhar com a ferramenta por completo, aproveitando todos os seus recursos. É muito comum o gestor implantar um novo sistema, mas apenas uma parte dos seus módulos de serviços ser utilizada, devido à falta de treinamento.

2. Não ter planejamento

Outro grande erro é não elaborar um planejamento estratégico para a funcionalidade do sistema de gestão. Essa situação dificulta o gerenciamento correto dos processos internos da empresa e pode comprometer a produtividade em todos os setores.

O ideal é direcionar os planos do sistema de software para as áreas mais deficientes e que mais se beneficiarão da ferramenta. Porém, isso só é possível por meio de um bom planejamento. Além do mais, no início da implementação do projeto de gestão é importante elaborar um cronograma completo da funcionalidade do sistema para que, com o tempo, a programação não se perca no caminho.

3. Focar apenas no preço

Ao escolher o fornecedor do software de gestão, muitos empreendedores se preocupam apenas com os custos iniciais do investimento, o que pode trazer problemas no futuro, como a ineficiência do sistema para administrar as atividades do seu ramo de atuação.

Por isso, no momento da escolha do serviço, é necessário fazer uma “análise de aderência”, que consiste em avaliar minuciosamente as especificidades da empresa e as principais características do seu ramo. Assim, é possível definir quais são os serviços que o programa de gestão deve ter para realizar uma boa administração dos processos do negócio.

4. Não pensar no futuro

Desconsiderar o andamento futuro dos processos pode ser um entrave para o sucesso da gestão. Antes de escolher o servidor do software é importante pensar em longo prazo. Questões como custo com manutenção do sistema, implantação de módulos e atualizações devem ser levantadas e discutidas, visando encontrar a ferramenta ideal para o seu negócio e evitar frustrações com o serviço de gestão, no futuro.

Agora você já sabe quais são os principais erros cometidos ao escolher um sistema de gestão. Para se beneficiar de todas as vantagens que esse recurso oferece, é importante avaliar cuidadosamente a ferramenta mais adequada para a sua área. Assim é possível aumentar a produtividade e o lucro dentro da empresa.

Gostou do artigo? Então compartilhe em suas redes sociais, para que mais pessoas fiquem por dentro do assunto!

Fale com a Rhede SistemasPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-