Nota fiscal ao consumidor: entenda como funciona e como emiti-la

4 minutos para ler

Como uma forma de tornar os procedimentos empresariais mais simples, seguros e econômicos, a nota fiscal ao consumidor eletrônica foi criada para modernizar todo o processo legislativo ao emitir documentos fiscais.

Assim como a NF-e e outras similares, a NFC-e facilita o repasse de informações nas transações comerciais e ao Fisco, que consegue observar em tempo real todas as notas da organização que são emitidas entre varejistas e consumidores finais.

Você sabe como esse processo funciona e como emitir o documento? É sobre isso que explicamos neste post. Continue a leitura e entenda também a importância da NFC-e, suas vantagens e regras para cada estado.

Entenda o funcionamento da nota fiscal ao consumidor

Centralizar as informações mais importantes de uma empresa pode ser um grande desafio, principalmente quando trata-se de guardar documentos importantes de comprovação, como o caso das notas fiscais.

É por esse motivo que utilizar a nota fiscal ao consumidor de forma eletrônica é imprescindível. Ela evita o acúmulo de papéis, diminuindo os custos com impressão, além de permitir um controle mais rígido das vendas realizadas.

Para ajudar nisso, a nota fiscal ao consumidor é alinhada ao SPED Fiscal, que é integrado a um sistema ERP, o que torna tudo mais seguro e instantâneo. Isso porque, com esse software integrado, a Sefaz (Secretaria da Fazenda) de cada estado consegue ter acesso no mesmo minuto a cada documento emitido, evitando problemas envolvendo a sonegação de impostos.

A NFC-e é emitida por meio da internet, na qual o estabelecimento comercial preenche os dados em um programa específico e envia para a Sefaz, que retorna com o DANFE NFC-e (comprovante que substituirá o cupom fiscal) por e-mail, SMS ou impresso.

Saiba a importância da NFC-e

Ao mesmo tempo em que permite à empresa estar de acordo com a legislação brasileira, a nota fiscal ao consumidor reduz custos de obrigações excessivas aos contribuintes e otimiza processos na hora de transmitir informações de estoque e entradas e saídas de nota.

Além disso, o consumidor consegue conferir a autenticidade e validade do documento recebido, possibilitando o aperfeiçoamento do cálculo fiscal, já que a NFC-e conta com as informações tributárias.

É visível a importância desse documento, que marca uma relação de confiabilidade nas transações comerciais, com a troca de comunicação imediata entre fornecedores e compradores, garantindo a legalidade e regularidade dos produtos.

Ademais, traz a independência do usuário, tomando o primeiro passo para um novo modelo de negócios.

Conheça as suas regras

Empresas que contam com filiais em diferentes estados precisam estar atentas as regras de validação da NFC-e de cada um, pois sofrem variações.

Essas normas são importantes para que o arquivo não seja preenchido de forma errada. Para saber mais sobre elas, é preciso entrar no site da nota fiscal para consultar cada UF.

Confira as vantagens ao emitir a NFC-e

Antigamente, era necessário um equipamento específico integrado com o Programa Aplicativo Fiscal para emitir o cupom fiscal, e sua manutenção deveria ser feita apenas por empresas credenciadas ao Fisco.

Hoje em dia, por meio da NFC-e, é possível lançar as notas com uma impressora comum, sem autorização do órgão fiscalizador, que permite replicar o sistema para outras unidades operacionais.

Outro benefício é a redução de erros na digitalização dos dados, uma vez que o contador da organização receberá as informações geradas nas emissões das notas, não precisando resolver falhas de preenchimentos dos campos ou se preocupando em gerar os impostos de forma correta.

Para o dia a dia das empresas que trabalham com documentos fiscais relacionados a vendas, o ponto positivo é a otimização de outros processos que deixaram de existir com a vinda da NFC-e, como a impressão da Leitura X e Redução Z, lacração, cessão de uso, dentre outros.

Com esses ganhos, fica claro que a nota fiscal ao consumidor eletrônica traz muitas facilidades, mas é necessário estar atento às suas regras para não cometer nenhum erro que traga problemas.

Para continuar por dentro do assunto, assine nossa newsletter e receba outras dicas por e-mail.

Fale com a Rhede SistemasPowered by Rock Convert
Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-